PPP - 28/01/2019, 11:49

Audiência pública sobre a PPP da iluminação será realizada sexta-feira, dia 1

Público pode participar e tirar dúvidas sobre a parceria público-privada



Midi 3d63c65766

Na próxima sexta-feira, dia 1 de fevereiro, das 8 às 11 horas da manhã, a Secretaria Municipal de Concessões e Parcerias (SEMCOP) realizará audiência pública para recebimento de sugestões e esclarecimentos de dúvidas sobre a parceria público-privada do setor de iluminação de Teresina.


A audiência é uma oportunidade para a sociedade levar sugestões e tirar dúvidas sobre essa parceria. Para a secretária da SEMCOP, Monique de Menezes, "é muito importante que a população participe com sugestões e questionamentos sobre esse projeto. Nós convidamos representantes de associações de moradores e representantes empresariais. Lembrando que a audiência é aberta a todos sem necessidade de cadastro prévio". O evento será no auditório do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas), que fica na Rua Desembargador Freitas, 990, 3º andar, Edifício Palácio dos Lojistas, Centro de Teresina.


Essa parceria público-privada irá modernizar a rede municipal de iluminação pública através da ampliação do parque energético e instalação de lâmpadas de led, que são mais econômicas e duram mais tempo. A audiência é uma das etapas do processo de licitação do projeto. Em fases anteriores, a PPP passou por aprovação da Câmara de Vereadores de Teresina. Paralelo à audiência, está em andamento a realização de consulta pública onde, através do endereço eletrônico http://semcop.teresina.pi.gov.br/wp-content/uploads/sites/11/2018/12/Modelo-Formulario-Contribui%C3%A7%C3%A3o-Consulta-2.pdf  a população poderá enviar suas críticas e sugestões ao projeto.


A PPP da Iluminação terá concessão de 20 anos. Somente nos dois primeiros anos, o investimento será de cerca de R$ 120 milhões no serviço de iluminação pública da capital. Por meio da concessão, haverá a substituição das lâmpadas de sódio (amarelas) por lâmpadas de LED (brancas) na zona urbana e rural da capital.

 


Fonte: Com informações da Ascom