GOVERNO - 15/05/2019, 11:04

Corpo de Bombeiros interdita viaduto da Miguel Rosa

A ponte foi inaugura no dia 19 de outubro de 2017, e sua obra teve três anos de duração



Reprodução Cidade Verde Midi miguel Ilustração

Nesta terça-feira (14) o viaduto da avenida Miguel Rosa que dá acesso a BR-316, na zona Sul de Teresina, foi interditado após  após a constatação de avarias. Castro Neto, diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI), disse que não há riscos na estrutura, e informou que não a prazo para liberação da pista. 

O primeiro dia de interdição total do viaduto da avenida Miguel Rosa que dá acesso a BR-316, na zona Sul de Teresina, foi de longo congestionamento. A via foi bloqueada após a constatação de avarias. O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI), Castro Neto, declarou que não há riscos na estrutura. Porém, até o momento, não há prazo para a liberação da pista. "Estivemos com engenheiros do DER fazendo uma avaliação da estrutura. O que houve foi uma deformação do aterro que causou uma diferença de nível entre a rampa de acesso e a estrutura da ponte, aumentando o impacto sobre essa área. Não tem riscos na estrutura", afirmou. 

Nesta quarta (15) foi feita a avaliação da estrutura, ainda na entrevista para a TV Cidade Verde, ele esplicou mais sobre o caso. "O que houve na verdade foi uma deformação do aterro que causa de uma diferença de nível entre a rampa de acesso a estrutura da ponte, aumentando o impacto aqui na área então não tem nenhum risco na estrutura da ponte, nossos técnicos já avaliaram e vamos agora nos reunir com a consultora, com o engenheiro projetista para gente fazer um plano de reforma mais rápido possivel".

Na ocasião ele também comentou sobre o motivo das rachadutas na ponte. "Pode ter sido um aterro mal compactado, ou outro algum problema, mas nós vamos fazer um aterro e reforçar a estrutura refazendo esse concreto que sedeu", completou ele.

A ponte foi inaugura no dia 19 de outubro de 2017, e sua obra teve três anos de duração. O viaduto tem 320 metros de extensão e quatro faixas. As seis vigas estão danificadas e o fluxo de veículos diario é de 10 mil veículos. 


Fonte: Com informações da TV Cidade Verde